Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diário de uma Alquimista

blog pessoal de andreia gonçalves

Diário de uma Alquimista

blog pessoal de andreia gonçalves

04 de Dezembro, 2020

Dia 4: Usar menos plástico, contribuindo para um futuro mais sustentável

O calendário do advento da Alquimista

Andreia Gonçalves

O mundo em que vivemos é um como um apartamento alugado. Não é nosso. Somos inquilinos e, portanto, o nosso dever é cuidar dele o melhor possível. Desde cedo que faço reciclagem, uma prática que aprendi na escola e que ensinei em casa. Pertenço à geração do tupperware e do plástico generalizado para tudo, mas também aprendi com a minha mãe a reutilizar tudo. Ainda herdei muitas caixas de plástico, acho que não faz sentido deitá-las fora e por uma cruz definitiva no plástico. Tenho-as substituído gradualmente por caixas de vidro para guardar os alimentos, mas continuo a usar o que ainda me resta do plástico.

A questão que importa é se realmente consumidos plástico descartável ou plástico reutilizável e reciclável.

Os sacos de plástico do supermercado, por exemplo, eram usados vezes sem conta até estarem suficientemente gastos, mas antes ainda iam para forrar o balde do lixo. Hoje em dia, uso sacos reutilizáveis e sacos de pano para a fruta e legumes (vejam a dica num texto que escrevi há uns tempos aqui).

Uso desde há muito tempo garrafas de água reutilizáveis que levo comigo para todo o lado, optei por usar discos de limpeza de pano, assim como as máscaras que depois posso lavar e voltar a usar. Ainda não faço compostagem, mas estou habituada a deitar os restos dos alimentos para os animais que os meus pais criam. Sempre que é possível compro recargas, em vez de embalagens novas, aproveito todos os frascos de vidro para compotas, molhos, manteigas e até para decoração.

Não são práticas novas, estes pequenos gestos acompanham-me desde sempre, porque em casa dos meus pais sempre aprendi a reusar e reutilizar em vez de usar e deitar fora. Quando algo se parte cola-se, quando avaria, arranja-se, por isso, nunca entendi muito bem a moda do descartável!

Não sou perfeita e muito menos sou uma deusa da sustentabilidade ambiental, por exemplo, devia ir mais vezes a pé para o trabalho porque vivo a meia dúzia de passos do trabalho, mas sou muito lenta às primeiras horas da manhã e acabo por pegar no carro porque já estou em cima da hora. Shame on me!

Segue-me no facebook ou no instagram em @diariodeumaalquimista

Se gostaste, partilha com a tag #diariodeumaalquimista

 

1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.